sexta-feira, fevereiro 25, 2005

Membranas de ligas metálicas geram hidrogenio puro

Cientistas norte-americanos criaram uma nova forma de produzir hidrogênio filtrando-o por meio de membranas feitas de ligas metálicas. Essas membranas são tão delicadas que permitem a passagem apenas das moléculas de hidrogenio, retendo todas as demais.
O hidrogenio é apontado como a fonte de energia do futuro. Vislumbra-se que, na futura "Economia do Hidrogênio", veículos e fábricas serão abastecidos por esse gás, sem produzir poluição. Mas a produção do hidrogenio em escala industrial em tão grandes proporções ainda tem muitos desafios tecnológicos a vencer.
"Esta pesquisa demonstra nossa visão de unir métodos computacionais e experimentais para facilitar a pesquisa e o desenvolvimento rápidos de tecnologias avançadas" afirma Anthony Cugini, pesquisador do Laboratório Nacional de Tecnologias de Energia, que trabalhou ao lado de cientistas da Universidade Carnegie Mellon.
As membranas permitem que o hidrogenio puro passe livremente, enquanto bloqueia as impurezas que estão presentes quando o gás é produzido a partir de fontes de energia fósseis. A separação é um componente crítico da produção de hidrogenio, já que impurezas diminuem a quantidade efectiva de energia que se pode extrair dele.
"Nós associamos modelagem computacional com atividades experimentais para desenvolver um modelo preditivo para o fluxo do hidrogênio através de ligas de paládio" explica David Sholl, da Universidade Carnegie Mellon.
O uso de modernas técnicas computacionais para determinar a capacidade de diversas membranas para produzir hidrogênio puro poderá ser um passo importante para os pesquisadores, representando ganho de tempo e recursos. Ao invés de terem de produzir uma grande variedade de ligas, com várias proporções de metais - como paládio e cobre - e então testá- las para determinar a composição ótima para o máximo de purificação do hidrogênio, eles poderão predizer antecipadamente quais composições apresentarão as propriedades desejadas.
Os cientistas agora vão utilizar seu novo modelo computacional para estudar outras ligas, até atingirem aquela que consiga fornecer o melhor equilíbrio entre purificação e capacidade de fazer essa purificação no maior fluxo possível de hidrogênio.

3 Comments:

At 1:18 da manhã, Blogger Polietileno said...

Apesar de dar todo o mérito à investigação desenvolvida no sentido de desenvolver tecnogias que permitam o uso do hidrogénio como fonte de energia convencional do futuro, acho que é preciso ter atenção à difusão da ideia subjacente a esta frase do post "veículos e fábricas serão abastecidos por esse gás, sem produzir poluição".

Por muito eficiente que seja. o processo empregue na produção de hidrogénio puro implicará seguramente um gasto energético que gerará poluição, a não ser que este gasto seja inteiramente suprido por energias como a eólica, solar, etc.

A substituição dos combustíveis fósseis pelo hidrogénio, não constitui em si a solução final para o problema da poluição produzida por "veículos e fábricas" se a sua utilização implicar indirectamente a emissão de poluentes.

Tenho no entanto a certeza que poderá contribuir em grande medida para esta.

 
At 7:59 da tarde, Anonymous Suzanna Matos said...

Concordo! Ainda bem que há pessoas a escreverem sobre isto!!!! Continuação do excelente trabalho!!!

 
At 9:20 da manhã, Blogger alberthaanstra said...

Hi Blogger!

Great Blog you have here. Did you hear about clean energy? Is it solar energy, wind energy or nuclear energy?
I think (and hope) it is positive energy!

Signed, Albert

 

Enviar um comentário

<< Home

Comunidade Portuguesa de Ambientalistas
Ring Owner: Poli Etileno  Site: Os Ambientalistas
Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet